Calcula nota do Enem 2020

Já fez as provas enem 2020 e agora quer calcula sua nota do enem 2020 Inep, leia as dicas aqui.

Calcula nota do Enem 2020

Atualmente, o ENEM é um dos maiores vórtices de confluência para o ingresso universitário no Brasil – quem vai bem na prova, assim, já está com meio caminho andado para conseguir uma vaga na faculdade, principalmente se o objetivo é entrar em cursos muito populares como Medicina, Direito ou Engenharia. Por esta razão, fatores como estudo, treino e preparação são fatores essenciais para um desempenho campeão.

O governo abre os sistemas de seleção públicos que usam a nota do enem 2020 como critério de classificação logo após divulgar os resultados de cada candidato na página oficial do participante – fato que ocorre, geralmente, em janeiro do ano seguinte a cada edição do ENEM.

Portanto, quem tiver feito o teste em novembro de 2020 poderá matricular-se regularmente nas etapas destas triagens já no início do ano seguinte, em 2019 – e assim por diante.

Por que teve gente que tirou acima de 1000 em matemática em 2015?

Na verdade, as provas do ENEM não valem só de 0 a 1.000 pontos, restritivamente – tal parâmetro é aplicável somente à redação, que é avaliada em 5 eixos cognitivos de igual peso; juntos, somam tal valor. Além disto, o texto não utiliza o método de TRI.

Para as demais áreas do conhecimento, no entanto, o final da escala não é fixa, podendo sofrer alterações de acordo com a prova. As pontuações mínima e máxima dependem, assim, dos tipos de perguntas que compõem as provas, da dificuldade destas questões e das proficiências cobradas.

Não existe, portanto, um padrão.

Em quais programas do governo posso utilizar a minha média do ENEM?

  • Financiamento estudantil (FIES): conforme o edital divulgado em 2020, o FIES pede que o participante tire, no mínimo, 450 pontos no exame, fornecendo-lhe uma espécie de empréstimo para mensalidades em instituições particulares que poderá ser pago depois da formatura do candidato;
  • Programa Universidade Para Todos (ProUni): também exige que o aluno obtenha, no mínimo, 450 pontos na média geral de todas as provas e concede bolsas de 50% (parciais) ou 100% (totais) para alunos em instituições privadas de ensino superior;
  • Sistema de Seleção Unificada (SiSU): neste programa voltado para universidades estaduais e federais, é possível utilizar a média simples ou a com peso. Isto depende do processo seletivo adotado por cada instituição de ensino. Portanto, fique muito atento às informações dadas no SiSU e tenha em mente de forma prévia as instituições as quais você pretende se candidatar.

Leia artigos relevantes:

E se você estiver com o gabarito em mãos e curioso pela estimativa de sua média?

Há também uma outra forma de simular as notas previamente e, antes dos resultados oficiais, descobrirse você tem chances de conseguir uma bolsa razoável na instituição pretendida. É só clicar em sites que aportam simuladores de notas de corte, como o Descomplica – além disto, existem diversas universidades que também aceitam a média do ENEM como processo seletivo e ofertam alguns tipos de benefícios.

Em sites como o Quero Bolsa, por exemplo, existe a vantagem de não ser preciso comprovar renda para concorrer a descontos de até 70% – diferentemente do que acontece nos programas estatais. Lá, você apenas escolhe a bolsa de estudo mais adequada para o seu perfil egarante a continuidade dela até o final do curso.

Se você ainda permanecer comalguma dúvida, pode também ligar no telefone 0800 941 3000 e falar com atendentes ou, também, ler um guia do aluno, que certamente irá te ajudar.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*